Category: Eventos



Em homenagem ao centenário de nascimento do artista Carybé o Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, inaugurou duas exposições: Deuses D’África – Visualidades Brasileiras e Grande Mural dos Orixás – Carybé, apresentando 19 painéis vindos de Salvador (BA) para o evento comemorativo. Com curadoria do artista plástico e Diretor-Curador do Museu Afro Brasil, Emanoel Araujo, as exposições fazem parte da programação que o museu dedicará ao Ano Internacional dos Afrodescendentes (ONU) até o mês de dezembro.

28/04 a 31/07 – Exposição Grande Mural dos Orixás – Carybé – a mostra homenageia o centenário de nascimento do artista Carybé, incluindo 19 painéis representando os deuses d’África no Candomblé da Bahia, onde estão representados orixás como Iemanjá, Oxossi, Oxum, Xangô e Ogum entre outros . As obras pertencem à coleção do Banco do Brasil BBM S/A, em comodato no Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia. O argentino, radicado no Brasil, Hector Julio Paride Bernabó, nasceu em 7 de fevereiro de 1911, na cidade de Lanús. Inquieto e irreverente, tornou-se o famoso Carybé. A exposição apresenta fotos de pinturas, desenhos, esculturas, ilustrações e esboços que marcaram a arte brasileira do século XX e a trajetória deste artista que viveu parte de sua vida na cidade de São Salvador, Bahia.  A arquitetura, o negro, as yalorixás, os orixás. A ele são creditadas as principais representações simbólicas e míticas do universo africano da Bahia, resultado de sua vivência e dedicação à terra que adotou. Carybé morreu no dia 2 de outubro de 1997, em Salvador.

28/04 a 31/07 – Exposição Deuses d’África. Visualidades Brasileiras – a representação das divindades afro-religiosas cultuadas no Candomblé da Bahia, a partir de uma visão ampla desta representação simbólicas, une a arte de grandes artistas como Carybé, Mario Cravo Junior, Osmundo Teixeira, Zélia Pólvoa, Reginaldo e Hélio Oliveira. Para representar a arte dos terreiros, esculturas, objetos e bonecas sagradas de Detinha de Xangô e Bezita de Oxum, que foram trazidas do interior do centenário Ilê Opó Afonjá, tombado Patrimônio Histórico,  e o mais antigo terreiro de candomblé que se tem notícia, servindo de modelo para a criação de todos os outros que surgiram a partir de 1910, quando foi fundado por Eugenia Anna dos Santos (13.07.1869 a 03.01.1938), a Mãe Aninha, Obá Biyi.

.
Localização e Horários
.
Terça a domingo das 10h as 17h. – Entrada Gratuita.
.
Endereço:
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº
Pavilhão Padre Manoel da Nóbrega
Parque Ibirapuera – Portão 10
04094-050 – São Paulo – SP
.
Tel: (11) 3320-8900
Anúncios

Festa das Águas


Maceió – Alagoas – Brasil

Quarta-feira . 08 de Dezembro 2010

Festa das Águas

A Festa das Águas será realizada no dia 8 de dezembro de 2010, na Praia de Pajuçara, na Praça Multieventos. As atividades terão início às 10 horas com rodas de capoeira que se estenderão até as 13 horas. Às 14 horas será dado início as apresentações dos grupos percussivos e de batuque, que seguem até a noite. O evento é uma realização da Articulação formada pelos representantes de vários grupos artísticos e culturais, entre os quais: Orquestra de Tambores de Alagoas, Afoxé Oju Omin Omorewá, Casa de Iemanjá, Palácio de Airá, Abassá de Oiá Balé, Coletivo AfroCaeté, Grupo União Espírita Santa Bárbara (GUESB), Núcleo de Cultura da Zona Sul, Quilombo Jacintinho e Quintal Cultural. A iniciativa contará ainda com a presença de convidados e representantes de órgãos públicos, Universidades e da comunidade. O evento será encerrado com um cortejo final reunindo todos os grupos presentes.

Aberto ao público.

Informações: 8801-4265/ 8826-6548/ 8827-3786.

%d bloggers like this: